terça-feira, 18 de setembro de 2012

Atualização rápida

Hola a todos.  Já estou no apartamento que aluguei com as meninas. Por enquanto estamos duas em cada quarto e logo logo compraremos outra cama para colocar no quarto menor e assim seremos 4 em 3 quartos. Tirando a chave esquecida na porta do lado de dentro do apartamento, o vazamento da água do nosso banheiro pro apartamento do vizinho de baixo e o primeiro dia aqui, que foi sem comida e sem água (sempre existe uma lanchonete para nos salvar), está tudo bem. Apesar também de termos sido esquecidos propositalmente pelos outros brasileiros, que sabiam exatamente o caminho do apartamento das outras meninas, aonde iríamos para comemorar o aniversário de Petra. Nos perdemos, nos achamos e no fim paramos numa pizzaria onde comemos em 5 pessoas o equivalente a 10 pedaços de pizza e pagamos 3,90€. Valor compensado pelo preço da coca-cola: 2,40€ uma ks. Na lanchonete, claro. No supermercado é mais barato. Aqui eles só vendem coca ks ou em lata nos restaurantes e bares, pois como disse o dono do estabelecimento para os meninos, eles estavam num restaurante não no supermercado. 

Algo que percebi aqui é que se você encontra alguém simpático, existe apenas 20% de chance de que ele seja nativo da ilha. O chaveiro era francês, a dona da imobiliária era argentina, a dona da loja das havianas no El Corte Iglés era do Uruguai, o rapaz da semana de boas vindas era da Alemania e os espanhóis que foram simpáticos até agora só o fizeram por obrigação. Como o pessoal da universidade. Exceto por duas atendentes da Orange (empresa telefônica local), que foram receptivas e uma até elogiou meu espanhol fajuto.  O senhor vizinho de baixo, cujo apartamento estamos alagando também foi super simpático e compreensivo. Mas não se ele é daqui. Provavelmente não. 

Aliás, isso é outra coisa para se compartilhar sobre Mallorca, tem gente do mundo inteiro aqui. A probabilidade de se encontrar um mallorquino e um estrangeiro é praticamente a mesma. Só os alemães já são 20% dos habitantes. Creio que por essa época,  principalmente, enquanto ainda é verão, as pessoas de outros países da Europa se deslocam muito para cá. Logo no meu primeiro dia aqui, alguns minutos apenas com os pés do solo mallorquino, uma turista veio me pedir informações em inglês e ontem uma moça veio me perguntando onde era o McDonalds. Por muita sorte dela, eu sabia em qual direção ficava. Tentei pensar que era porque eu não dava pinta de brasileira perdida e desnorteada, mas é só mesmo pelo fato de que você facilmente se engana sobre quem mora ou não em Maiorca, pois nas ruas há sempre diversos turistas. Se der sorte de acabar perguntando pra um espanhol de Maiorca, seja feliz. Se ele estiver de bom humor, claro.

Esse post está sendo sobre nada em específico, mas é isso. Só para não ficar sem postar nada enquanto estou sem internet em casa.  Lamento sempre não ter fotos para pôr no post, mas não ando tirando muitas fotos. 

Un beso a todos y hasta pronto... o/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...