quarta-feira, 12 de setembro de 2012

As turbulências da viagem...



Hola! O post de hoje é pra contar sobre a viagem e, de antemão, aviso que a história é tão longa quanto os quilômetros que tive que percorrer do Brasil até aqui. Saí de Piripiri dia 7 de setembro meio dia, me despedi de uma amiga queridíssima, Susana, na rodoviária e pouco tempo depois da minha tia Denise e da minha avozinha Deli. Não chorei exatamente, mas deu vontade. Titia chorou e, bem, não aguento ver os outros chorando. Dali até Fortaleza é uma viagem e tanto. Para ficar mais claro, levamos (mamãe, madrinha e eu) mais tempo indo de ônibus de Piripiri para Fortaleza que o trajeto de Fortaleza/Lisboa, Lisboa/Madrid leva de avião. rsrsrs

Em Fortaleza resolvemos e compramos algumas coisas que estavam faltando e dia 9 de setembro foi o dia do meu embarque. Chegamos no aeroporto umas 17:00, só para descobrir que meu vôo atrasaria uma hora. Fui pesar minha mala e, que beleza, tinham passado 4kg. Então tive que transferir algumas coisas para a mala reserva, que tinha levado por precaução caso a outra mala estivesse acima do peso. Comprei uns cadeados no aeroporto porque o que veio na mala não estava funcionando. Embalei as malas e fomos todos comer algo antes do horário do meu embarque. Só deu tempo terminarmos de comer. Incrível como quase 3 horas passaram super rápido.

Madrinha, que já tinha começado a chorar em Piripiri, aproveitou pra deixar os olhos bem limpos e lubrificados com lágrimas. Eu normalmente sou uma pessoa bem sensível e choro por quase tudo, mas, não me perguntem o motivo, não senti vontade nenhuma de chorar. Mamãe também não chorou, nunca foi dessas coisas. Talvez por isso eu não tenha chorado. Tia Lôra e o "tio que ganhou um iPad de mim" (piada interna), marido da tia Lôra, também estavam lá. rsrsrs  Então dei vários abraços em todos e embarquei.
Abrindo aspas aqui para contar o dom para paparazzi que mamãe tem. Adora uma máquina fotográfica, quando é para tirar foto dos outros, claro. Ainda não estou com as fotos do aeroporto, mas depois posso atualizar aqui.
Embarquei, passei pela fila da PF, conheci um casal de portugueses muitíssimo simpáticos e três alunos do programa CsF. Dois meninos iam pra Portugal e eu e a menina íamos para a Espanha. Entramos todos no avião, decolamos e o vôo inteiro foi muitíssimo tranquilo, mas um pouco (muito) desconfortável, pois as poltronas eram mínimas e com espaço pequeno para as pernas. E olha que eu sou baixinha.
Serviram o jantar, que estava até bom. Meu último prato de arroz com carne dali até muitos dias. Assisti dois filmes: Brave e O que esperar quando se está esperando. Depois tentei dormir, mas não consegui porque estava realmente muito desconfortável.
Tinha a trilha de Amèlie Poulain no avião! *-*
Logo anunciaram o pouso e daí o sol começou a nascer. Uma coisa linda de se ver. Quase levanto da minha poltrona pra ir até a janela direita mais próxima. Fiquei indignada com um senhorzinho que estava na janela e em nenhum momento deu nem uma olhadela em direção ao sol nascendo. Que  raiva que eu fiquei. rsrsrs Principalmente por não poder tirar uma boa foto do evento.




































Aterrissamos pouco mais de 07:00 em Lisboa, desembarcamos todos, pegamos um ônibus que nos levava do avião até a imigração do aeroporto. A fila estava gigantesca e demoramos mais de 2 horas lá. *quando falo no plural, falo de mim e do pessoal do CsF que encontrei no mesmo vôo que eu* Eu e a outra menina perdemos o vôo para Madrid pois o nosso vôo saía às 09:20 e saímos da imigração às 9:20. Só a tempo de ver no painel o status do vôo mudando de "boarding" para "gate closed"! Que beleza! :)

Fomos para a fila de transferência de passagens da TAP. Aquele tipo de fila grande e que não anda. Fomos atendidas às 11:30! Ela recebeu um bilhete da TAP para embarcar no vôo de 18:30 para Madrid e eu, como ainda teria outra conexão de Madrid até Palma, fui transferida para os vôos da Ibéria. Um que saía dali a 1 hora de Lisboa para Madrid e outro dali pra Palma. Agora imaginem que tive que sair da parte de embarque do aeroporto, ir na zona de chek-in da Ibéria, fazer o check-in, ir pra zona de embarque novamente, procurar o bendito por portão e pegar o voo às 12:35. Cheguei no portão de embarque nem estava aberto ainda. Tudo isso enquanto tentava desesperadamente fazer o wi-fi funcionar pra eu avisar pro pessoal do Brasil que perdi o vôo e que chegaria mais tarde em Palma. Pode bater palmas aí pra mim, porque eu mereço!!!

Daí embarquei no vôo mais assustador da vida. Sei que essa descrição serve apenas para pessoas que, assim como eu, viajaram poucas vezes de avião e nunca pegaram uma turbulência de verdade. Mas imagine seu avião passando por enormes e cinzas nuvens! Agora imagina o tanto que treme... Fiquei com medo! rsrsrs Mas pousamos rapidinho em Madrid, pois aqui tudo é ridiculamente perto. Uma hora e meia de vôo de um país pro outro.

Em Madrid, eu tinha exatos e lindos 20 minutos para embarcar na próxima conexão para Palma. A essas alturas eu já sabia perfeitamente que minha bagagem não chegaria comigo, porque:
1. Tive uma hora pra fazer check-in e embarcar no voo da Ibéria. Eles nunca achariam e embarcariam minha bagagem em uma hora no vôo para Madri. Ainda mais sendo de uma companhia aérea para outra.
2. A conexão de 20 minutos em Madrid nunca seria suficiente para achar minhas malas no bagageiro do avião que veio de Lisboa (caso eu estivesse enganada sobre o ponto 1) e embarcar no vôo para Palma.
3. Eu intuia....

Primeiro caminhei, depois caminhei mais rápido, daí comecei a correr, porque ninguém merece perder dois vôos no mesmo dia. Fui a última a embarcar, decolamos e 40 minutos depois estávamos sobrevoando Ibiza. É constrangedor o tamanho da Ilha. Sério, é muito pequenininha. Até pensei estar sobrevoando uma outra ilha qualquer das menores das Ilhas Baleares. Até que sobrevoamos outra ilha grande e pensei que essa, sim, fosse Ibiza. Até o piloto anunciar que estávamos sobrevoando Palma e prontos para pousar.

Ilha de Maiorca vista de cima.


Aterrissamos e fui atrás das minhas malas, já preparada para não encontrá-las. O que se confirmou depois de uns 40 minutos de esteira rodando, até parar definitivamente. Fui no balcão de bagagens extraviadas, fiz a queixa, dei o endereço da UIB e recebi um documento com o número da minha "reclamação" e um telefone pra ligar pra pedir informações sobre as malas perdidas.


Aeroporto de Palma


Depois andei feito barata tonta no aeroporto de Palma, sem saber o que fazia primeiro ou pra onde ia. Tinha que chegar na UIB, tinha que achar um banheiro e tinha que avisar o pessoal. Procurei por telefone, achei, mas não consegui fazer ligação a cobrar. Achei máquinas de cartão telefônico, mas não funcionavam. Achei o banheiro e pelo menos não ia mais fazer xixi nas calças até resolver tudo. Daí fiquei em dúvida se ia de táxi ou de ônibus, já que estava sem malas. Olhei na tabela de preços e o taxi pra UIB era um absurdo. Tabela mentirosa aquela, pois depois descobri que em vez de 34, paga-se "só", "apenas" 24 euros de taxi pra Universidade. Daí decidi ir mesmo de ônibus. Só que não lembrava a linha, onde parar e que outro ônibus pegar. Tentava conectar wifi de todo jeito, mas não conseguia. Internet no aeroporto aqui, gente, só se for paga. Tive que trocar uma nota de 20 euros por uma de 10 e outras duas de 5 euros pra poder usar na maquininha e comprar um mentos (que comprei pensando ser de morango e ontem percebi que era de coca-cola) pra receber as moedinhas e colocar lá no computador pra poder usar a internet. Avisei todo mundo e acessei meu e-mail pra anotar as linhas de ônibus e instruções pra chegar na UIB. Depois andei mais um pouco desnorteada pelo aeroporto tentando achar a saída. Huahahahahahaahahaha, pode rir de mim, mas aquele aeroporto é meio confuso.

Peguei o ônibus e depois fiquei meio preocupada, pois eu tinha que descer na parada Comte de Sallent 14, mas eu não conhecia a bendita cidade, gente. Como diabos ia saber que parada era aquela? Perguntei pro motorista (os motoristas aqui são "quase" todos muito compreensívos, educados e simpáticos) e ele disse que era uma parada depois da parada da Plaça Espanya. Maravilha, porque eu com certeza absoluta sabia onde era a parada da Plaça Espanya, né? Não! Encontrei umas marroquinas no ônibus. Muito simpáticas e que me nortearam um pouco. Ainda assim, não fazia idéia de onde descer, até que descobri as maravilhas do transporte público na Europa. Tinha um painel digital liiiindo e salvador de vidas no ônibus, onde anunciavam as paradas na qual paravam e a parada seguinte! Imagina minha felicidade. rsrs

A partir daí ficou fácil. Parei na parada certa, uma mulher veio me pedir informações em inglês. Claro, logo eu super informada sobre todas as paradas de Palma. Só consegui dizer: "I don't live here. I don't know. Sorry!" Depois percebi que menti pra ela, porque agora eu morava aqui, sim... rsrs

Peguei o bus e cheguei na residência sem problemas. Desci e, pra minha surpresa e alegria, Carol estava no mesmo ônibus que eu, me reconheceu e, ufa, achei alguém conhecido! rsrs Peguei a chave do meu quarto, subi, tomei um banho e coloquei a única reserva de roupa que tinha nas bolsas de mão. Desci e jantei a pior comida da minha vida. Mas isso é assunto para os próximos posts.

Por hoje é só. Hasta luego o/



Ps.: Queria mesmo ter podido tirar mais fotos e fazer mais vídeos, mas a correria foi muito grande. O terminal 4 de Barajas em Madrid é lindíssimo, enooorme e absurdamente bem sinalizado, apesar de que é muito fácil andar por lá, pois é só uma linha reta, como um corredor gigante, e pronto. Tirarei fotos de lá na próxima vez, a todo custo.


3 comentários:

  1. Obrigada por lembrar de mim no post!!!
    Super história para contar, ma no final deu tudo certo. Aproveite muito, muito!!

    ResponderExcluir
  2. Sucesso Flávia, vou ficar aqui te acompanhando.
    beeijos

    ResponderExcluir
  3. O terminal 4 de Barajas em Madrid e enoooooooooorme mesmo!!!!!!! Nao vou esquecer a minha primera vez nesse aeroporto jamais! Na o e um aeroporto e uma cidade!:)
    Beijos amiga, muito successo na minha Espanha querida.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...